O vereador Nelsinho (Antônio Nélson Oliveira de Azevedo Filho/PSDC) questionou a ausência do portal da transparência da Prefeitura de Penedo e também pediu informações sobre os contratos de locação dos tratores que estão sendo utilizados no preparo de solo no município. As indagações foram apresentadas durante uso da tribuna na última sessão parlamentar realizada em abril na Câmara Municipal de Penedo (CMP).

“São quatro meses de contas sendo pagas sem o conhecimento dos vereadores e nem da população”, afirmou o líder do bloco de oposição sobre a ausência da página eletrônica que permite a consulta das receitas e despesas da administração municipal, serviço disponível na gestão de Israel Saldanha. Para saber o motivo da saída do município do portal da transparência, Nelsinho pediu que o novo líder da bancada governista (Júnior do Tó/Antônio de Figueiredo Barbosa Júnior-PDT) traga informações sobre o assunto.

De forma oficial, por meio de requerimento, o vereador Nelsinho solicitou dados sobre o programa de preparo de solo realizado na zona rural de Penedo, indagando a respeito dos tratores utilizados nos trabalhos, indicação do proprietário e contrato de locação, se houver esse tipo de documentação, conforme declarou.

O parlamentar também se posicionou a respeito de encontro realizado na manhã de quinta-feira, 25, entre representantes do Poder Executivo, Provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Penedo e alguns vereadores. Nelsinho reclamou por não ter sido convidado, assim como outros colegas parlamentares. O presidente Cidoca informou que não recebeu o convite de forma oficial e nem lhe foi solicitada a convocação dos demais parlamentares para a reunião.