A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Penedo foi habilitada com nota 9,5 pelo Ministério da Saúde, informação divulgada pelo vereador Derivan Thomaz (PMDB) durante a última sessão realizada em abril na Câmara Municipal de Penedo (CMP). O parlamentar destacou o trabalho dos servidores e o empenho da direção médica da UPA, além do apoio oferecido pela Secretaria Municipal de Saúde, para se alcançar o excelente resultado.

A nota comprova a ótima estrutura e o preparo do pessoal que trabalha na UPA, unidade de saúde que atende Penedo e região e agora está apta a receber recursos dos governos federal e estadual. “O meio ponto que faltou para alcançar a nota dez foi apenas por falta do fardamento com um bordado que ainda não está pronto”, explicou o parlamentar sobre o fato que confronta opiniões pessimistas de parte da imprensa penedense sobre a UPA.

Santa Casa vai receber o que produzir

Derivan Thomaz pediu envio de telegrama em nome da CMP para a direção da UPA, ao tempo em que considera que é preciso melhorar a qualidade dos serviços e destinar um caixa mínimo para a unidade, reserva financeira para uso em casos de “urgência urgentíssima”, conforme afirmou. O vereador também usou seu tempo na tribuna para falar a respeito da reunião sobre a Santa Casa de Penedo, instituição que passará a receber da prefeitura o equivalente ao que produzir, ou seja, o pagamento será mediante a prestação dos serviços em cada mês.

“Antes se pagava pelo teto, independente da produção, medida que era boa, mas não foi salutar para a Santa Casa porque ela não alcançou a produtividade desejada”, acrescentou Derivan Thomaz sobre o modelo anterior de contrato. Agora, a instituição responsável por manter um hospital, uma maternidade e um asilo e que tem sido administrada desde novembro de 2011 pela empresa Pró-Saúde terá se ajustar à proposta de prestação de serviços.

Derivan Thomaz disse ainda que na mesma reunião conversou a Secretaria Municipal de Saúde Vera Costa e foi informado que haverá médico em todos os postos de saúde localizados na área urbana de Penedo a partir da última semana de abril. Na zona rural o atendimento será feito por meio de rodízio.

Piso para professores

Na forma de requerimento, o parlamentar solicitou que a Secretaria Municipal de Educação adote pagamento do piso nacional (R$ 1.567,00) aos professores efetivos da rede. Como os docentes de Penedo tem regime de 25 horas, o valor será proporcional à carga horária, conforme corrigiu após aparte do vereador e ex-secretário de Educação Ronaldo Vicente.