O vereador Júnior do Tó (Antônio de Figueiredo Barbosa Júnior/PDT) requereu na quinta-feira, 25 de abril, cópia de todos os contratos assinados entre os anos de 2009 e 2012 na Prefeitura de Penedo. Ele quer ter acesso a informações para fundamentar sua posição em relação a casos como a licitação que gerou a contratação da empresa que prestava serviços de nota fiscal eletrônica na gestão passada.

Indicado na mesma sessão como novo líder da bancada de governo, Júnior do Tó disse não ter dúvidas sobre a legalidade dos atos da gestão de Március Beltrão, citando que os entraves burocráticos ainda emperram setores da atual administração e que o portal da prefeitura será colocado na internet assim que for possível. As declarações foram apresentadas durante aparte ao líder do bloco de oposição, o vereador Nelsinho.

Júnior do Tó também se posicionou durante a polêmica sobre a mais recente reunião a respeito da Santa Casa de Misericórdia de Penedo. Em um dos apartes aos discursos dos colegas parlamentares, ele fez um breve histórico dos encontros realizados para discutir o funcionamento da instituição filantrópica que atende pacientes de Penedo e região. Ele lembrou que o primeiro encontro reuniu apenas o Prefeito Március Beltrão e o Provedor da Santa Casa, o bispo diocesano Dom Valério Breda.

Já na segunda reunião, além do bispo e do prefeito, também estiveram presentes os deputados federais Givaldo Carimbão e Alexandre Toledo, assim como representantes dos governos federal e estadual, membros do primeiro escalão da administração municipal e alguns vereadores da CMP. No encontro de quinta-feira, 25, pela manhã, o debate reuniu o Procurador Geral do Município, Francisco Sousa Guerra, o prefeito, o bispo e alguns edis.