o mais jovem vereador penedense usou a tribuna parlamentar para reclamar a ausência de respostas por parte de membros do primeiro escalão do governo municipal, especialmente do secretário municipal de Educação, Wesley Marques, o Léo Marques, apontado pelo parlamentar como “recordista” em se negar a atender, responder ou receber representantes do povo, políticos eleitos para, entre outras missões, tentar resolver problemas apontados pela população.

 

Com ironia, Marcelo Pereira citou uma matéria publicada em um site local que relaciona o desaparecimento do avião da Malaysia com a ausência do secretário em Penedo. Outro aspecto destacado no discurso de Marcelinho foi o uso de um ‘aplicativo’ para telefone celular por Léo Marques, programa que chamou de ‘lista negra’. O vereador alertou que o aparelho do secretário pode travar de tanto que ele usa do o tal ‘aplicativo’ que identifica chamadas de pessoas cujos telefonemas não devem ser atendidos.

Em aparte, o vereador Ronaldo Vicente afirmou que chegou a contar o número de chamadas que fez em determinada ocasião para Léo Marques, sem conseguir o merecido retorno. Depois do 38º telefonema frustrado, Vicente decidiu entrar em contato com o ex-parlamentar e atual Secretário de Governo, Josué da Silva Marques (Bili Marques). Como resposta do tio do Secretário Municipal de Educação, apenas o comentário que ele (Léo) “´é assim mesmo, não atende telefone”, conforme relatou Ronaldo Vicente.

 

Ao aprofundar o discurso, Marcelo Pereira disse Léo Marques tem capacidade para estar à frente da pasta, mas é preciso haver respeito, e que as solicitações feitas pelo vereador sobre a Escola Municipal Douglas Apratto, unidade que precisa de reforma na sala da direção, almoxarifado e banheiros não foram atendidas pela Secretaria de Educação. “Será que nossos funcionários não merecem atenção?”, questionou o parlamentar.

 

Marcelo Pereira falou ainda sobre a opinião emitida por outro secretário do governo municipal, cujo nome não foi declarado, pessoa que afirmou não precisar de nenhum político. “Ele precisa sim porque tem projeto encaminhado e aprovado por esta Câmara, pelos vereadores de Penedo!”, rebateu Marcelinho, considerando que há secretários já em clima de campanha para a Câmara Municipal de Penedo e, por isso, devem estar enxergado os atuais vereadores como adversários.

 

Membro do bloco de situação, o vereador filiado ao PT fez um alerta ao gestor Március Beltrão. “Prefeito, cuidado! Tem secretário seu que quer derrubar o senhor”, afirmou, encerrando seu discurso lamentando a quantidade de mato existente nas ruas de Penedo. O serviço de capinação foi bem realizado em 2013 pela Secretaria Municipal de Obras – setor elogiado no ano passado até pela bancada de oposição –, mas este ano está deixando a desejar, concluiu Marcelo Pereira.