Informações que circulam nos bastidores da política penedense indicam que o ex-prefeito Israel Saldanha (DEM) não fechou a prestação de contas referente a 2012 e por causa disso, a atual gestão não tem como identificar quem tem dinheiro a receber da Prefeitura de Penedo. Esse é só um aspecto da “desastrada transição” entre os dois governos, conforme avalia o vereador Manoel Messias Lima, o Messias da Filó (PDT), autor de requerimento sobre os “restos a pagar” e também acerca dos salários atrasados entre categorias do funcionalismo municipal.

A solicitação formalizada na Câmara Municipal de Penedo (CMP) durante a sessão realizada nesta quinta-feira, 21 de março, pretende esclarecer as dúvidas que pairam sobre algumas questões, dente elas a quem a municipalidade deve, quanto dos recursos que entraram nos cofres da prefeitura desde o final de 2012 podem ser utilizados para quitar dívidas com fornecedores e com os servidores com salários atrasados, quantos meses estão em aberto por categoria, se existe um planejamento da atual gestão para saldar esse débito ou se os balancetes finais da administração anterior foram entregues ao novo governo.

Ex-prefeito foi notificado?

Caso a Prefeitura não tenha essas informações, Messias da Filó requereu que a atual gestão informe se já notificou o ex-prefeito sobre as pendências ou se acionou o Ministério Público para buscar uma solução para os problemas que tem reflexo até no duodécimo da Câmara Municipal de Penedo. Os dados também são necessários para que CMP encaminhe as medidas cabíveis, conforme destacou Messias da Filó.

Em resposta ao requerimento do colega parlamentar, o presidente da CMP, vereador Cidoca (Alcides de Andrade Neto/PSD), informou que o requerimento direcionado ao Poder Executivo Municipal deve ser respondido no prazo de até 15 dias. Passado esse período de tempo sem resposta, o próprio parlamentar será autorizado pela Casa de Leis para buscar pessoalmente as informações solicitadas.