Vereador reconheceu o equívoco e pediu desculpas em plenário

Na sessão ordinária desta quinta-feira, 16 de novembro, da Câmara de Vereadores de Penedo, o parlamentar Josué Marques da Silva, conhecido como Bili Marques, usou a tribuna da casa para explanar um pouco sobre sua fala na sessão passada a qual se referiu a um dentista da rede municipal que tinha atitude de “malandragem” e que “não gosta de trabalhar”. (leia mais logo abaixo)

O Vereador relatou que todos de Penedo o conhecem e que sabem que ele nunca procurou maltratar ou destratar ninguém, foi um fato inédito. Bili ainda explanou que conversou pessoalmente com o dentista João Gustavo Brandão Lopes e pediu desculpas pelo episódio que feriu a dignidade do profissional. Em sua fala ele também comentou que não sabia de qual profissional se tratava e alegou que foi uma fala genérica.

Finalizando, Bili Marques pediu desculpas:

“Eu aproveito para me retratar daquelas palavras, já disse ao João (dentista) pessoalmente, estive com a Coordenadora Geral de Odontologia, Edilaine. Ela esteve comigo e com ele, já conversamos, e inclusive o que disse a ele pessoalmente, diria aqui. Todo mundo que me conhece sabe do meu comportamento, talvez eu tenha me excedido e excedi, mas tem coisas que a gente precisa defender o direito geral. Não disse nome, foi genérico volto a dizer, mas reconheço que nós poderíamos apagar das anotações e da ata desta casa e eu peço a Vossa Excelência (presidente) e ao Taquigrafo desta casa para fazer essa reparação.” afirmou Bili Marques
Veja vídeo

O Presidente em Exercício, Ernande Pinheiro, deferiu o pedido do vereador em apagar as palavras dirigidas ao dentista e ainda sugeriu que o mesmo fizesse uma moção para não só o dentista como a todos os servidores municipais.

ENTENDA

Na última quinta-feira, em sessão parlamentar, o Vereador João Lucas levou uma denúncia feita em seu programa de rádio para plenário da Câmara. O vereador informou que denunciaram falta de saco de lixo no consultório de um dentista da rede municipal, e que o mesmo não iria trabalhar se não houvesse reposição do objeto, que é obrigatório segundo a ANVISA. O dentista já havia feito reposição do saco de lixo hospitalar do seu próprio consultório particular, porém na próxima vez iria esperar que a Secretaria de Saúde disponibilizasse o objeto para que ele pudesse atender a demanda de pacientes, afirmou João Lucas em sua fala. O Vereador Bili Marques então pediu um aparte da fala do vereador para tecer críticas a este profissional. Bili alegou que não atender pacientes por falta de um simples “saquinho de lixo” era malandragem e coisa de gente que não gostava de trabalhar.

As palavras ecoaram na cidade e criaram um certo desconforto de profissionais de saúde, pacientes do médico dentista e população em geral. O assunto rendeu até nota de repúdio dos dentistas da cidade de Penedo, como também do SINDSPEM.