Estudantes de escolas particulares participaram de atividade extraclasse na Câmara Municipal de Penedo (CMP). Alunos e alunas acompanharam os debates realizados na última sessão do mês de abril, reunião encerrada com a aprovação de dois projetos de lei, o que declara o Nudepe (Núcleo de Deficientes Físicos de Penedo) como órgão de utilidade pública e o que autoriza convênio entre a Prefeitura e o Exército para repasse de verba ao Tiro de Guerra de Penedo.

O vereador Cidoca (Alcides de Andrade Neto/PSD), atual presidente da CMP, convidou os responsáveis pelos estudantes para explicar o motivo da visita. Na tribuna do plenário, o professor Ismael dos Santos falou sobre o projeto que desenvolve no 3º ano do Ensino Médio na Escola Nossa Senhora Auxiliadora, trabalho que será concluído com a simulação de uma reunião do Poder Legislativo de uma cidade fictícia, atividade que ocorrerá na Sala das Sessões Sabino Romariz em data a ser agendada.

Além de disponibilizar o mesmo espaço onde acontecem as sessões da CMP, o presidente Cidoca também colocou a Secretaria da Câmara à disposição dos professores e alunos para pesquisa do regimento interno do Parlamento ou da Lei Orgânica do Município, documentos fundamentais para entender como funcionam os Poderes Legislativo e Executivo, tema do projeto desenvolvido pela professora Andresa Galvão Sampaio (Escola Sagrado Coração de Jesus) com turmas do 8º e do 9º ano do Ensino Fundamental.

Formação cidadã

Além de pesquisar o funcionamento de uma Câmara de Vereadores e de uma Prefeitura, os estudantes da Escola Sagrado Coração de Jesus também estão aprendendo sobre o Poder Judiciário. Além de ampliar o conhecimento dos adolescentes, as iniciativas das duas unidades de ensino focam na formação cidadã, estimulando o pensamento crítico e a avaliação consciente a respeito dos três Poderes que regem uma nação.

O desenvolvimento dos projetos foi elogiado pelos parlamentares. Ronaldo Vicente (PSDB) ressaltou que todos os representantes do povo no plenário “estão vereadores” para ressaltar que cada um tem profissão definida, carreiras construídas com base na instrução escolar. Lúcia Barbosa pediu o retorno dos alunos para “vejam e ouçam de perto as ações de cada um dos representantes de nossa cidade”.

Já Antônio Nélson Azevedo de Oliveira Filho, o Nelsinho (PSDB), sugeriu que a CMP distribuía cópia do regimento interno da Câmara, sendo inclusive convidado para dar uma “aula” aos estudantes da Nossa Senhora Auxiliadora. Dr. Raimundo (Raimundo Jorge Rosário Souza/DEM) disse que as pesquisas mostrarão as diferenças que há entre os Poderes Legislativo, Judiciário e Executivo, aspecto fundamental para o entendimento das responsabilidades de cada setor pesquisado. O trabalho também pode despertar o gosto pela política, estimulando o voto consciente, concluiu Dr. Raimundo.

Produção Assessoria da Câmara Municipal de Penedo

 Fernando Vinícius – jornalista MTB 837/AL