O que a administração municipal faz com o montante arrecadado pela COSIP (Contribuição de Iluminação Pública)? Considerando que a reposição de lâmpadas praticamente não existe na cidade e a zona rural está às escuras, o Vereador Valdinho Monteiro requer informações da Prefeitura de Penedo sobre o que feito com esse recurso de valor e destinação ignorados.

Desta vez com cópia do requerimento ao Ministério Público Estadual (MPE), Monteiro tenta conseguir os dados que havia solicitado, oficialmente, em maio e junho deste ano. Sem obter resposta, ele decidiu apelar para a Promotoria de Justiça e voltou a criticar o abandono da zona rural do município, principalmente a falta de condições de tráfego nas estradas vicinais.

“A (máquina) Patrol da Prefeitura é velhinha, mas se consertar dá para fazer os reparos na estradas. E se não presta mais, contrate equipamentos”, declarou, frisando que a culpa não é do secretário responsável pelo serviço, mas do gestor que não dá condições de trabalho, comparando Marcius Beltrão com o personagem infantil Chaves, citando o bordão ‘foi sem querer querendo’.

“O Prefeito abandonou a cidade, não sei com que cara e coragem vai sair às ruas para pedir voto. Ele diz que o seu desgaste foi porque não pagou mensalinho para vereadores e cabos eleitorais, eu acho que foi diferente: prometeu demais nos bairros e povoados e não cumpriu. As pessoas nos param e reclamam de coisas simples, como iluminação pública, então esse Prefeito não faz nem o dever de casa!”.

“A nossa parte a gente está fazendo, não sou eu, Vereador Valdinho Monteiro, mas todos os demais desta Casa, mas o Prefeito tem deixado a desejar, não faz nem o mínimo. É lamentável ver um gestor sem compromisso com o povo”, concluiu.