Ao comentar a atual situação administrativa no município de Penedo, o vereador Antônio Nélson Oliveira de Azevedo Filho (Nelsinho) pediu que o Prefeito Március Beltrão “abra as contas da Prefeitura”. O desafio foi lançado na tribuna da CMP durante a sessão realizada em 06 de novembro, quando as medidas de contenção de despesas anunciadas pelo gestor repercutiram no Poder Legislativo.

Nelsinho voltou a afirmar que o “Portal da Transparência é uma enganação” porque não é “alimentado” com informações da prefeitura e que as “justificativas são apresentadas ao sabor da conveniência”, cobrando a prestação de contas da gestão que ignora a obrigatoriedade de expor o uso das receitas do município, por meio de audiências públicas, a cada quatro meses.

O líder do bloco de oposição também cobra o envio de balancetes do Poder Executivo à Câmara Municipal de Penedo, assim como informações sobre a reforma da sede do Poder Legislativo, prevista para ser concluída em 2013, com novo prazo dados e descumprido para meados deste ano porque o imóvel ainda em obras, atualmente embragadas pelo Iphan Alagoas.

TCE

Para ter acesso às informações cobradas por vários parlamentares, o vereador Nelsinho requereu ao Tribunal de Contas do Estado de Alagoas o envio de cópia dos balancetes encaminhados pela Prefeitura de Penedo ao TCE/AL. O parlamentar fez ainda um comparativo entre os anos 2012 e 2014 sobre o repasse de recursos do governo federal ao município de Penedo, comprovando que houve aumento de receita, o que demonstra a falta de planejamento e de gestão por parte do atual governo, conforme expôs em seu discurso.

‘Crise’

Outro ponto questionado a respeito da ‘crise’ anunciada pelo Prefeito Március Beltrão diz respeito ao uso dos royalties pagos ao município pela Petrobrás, em média R$ 500 mil por mês, sendo que em outubro passado foi no valor de R$ 789 mil, segundo Nelsinho.

Não há informações oficiais sobre o destino dessa receita, conforme critica o vereador que voltou a lamentar a paralisação de obras na atual gestão, serviços que foram entregues em andamento pelo governo passado, citando, dentre outros exemplos, as quadras cobertas das escolas Vereador Manoel Soares (Vila Matias) e Barão de Penedo (Bairro Santa Isabel).

Nelsinho criticou ainda o cancelamento da parte festiva dos Festejos de Bom Jesus dos Navegantes em 2015 e o excesso de pessoal contratado na Prefeitura de Penedo. Por fim, o vereador solicitou envio de telegrama de solidariedade à família do jovem Rogério Galvão, vítima de acidente de trânsito.