Vereador destacou que há rubrica aprovada no orçamento do município

O Vereador Alcides de Andrade Neto (Cidoca) solicitou em requerimento ao Poder Executivo a efetivação da Guarda Civil Municipal. Autor da lei promulgada em 1993, o parlamentar voltou a falar sobre o assunto na tribuna da Câmara durante a sessão de 15 de agosto, frisando que há rubrica aprovada no orçamento do município para tornar realidade a proposta lançada há vinte anos.

Sobre a prestação de contas da Prefeitura de Penedo, Cidoca ressaltou que a Mesa Diretora já solicitou o envio dos relatórios de 2013 e do que não foi encaminhado em 2012. Ele acrescentou que o Poder Executivo informa que a impossibilidade persiste porque “as contas não batem”, citando que há cobranças de fornecedores que não foram registradas nos “restos a pagar” declarados pela administração passada.

“O que foi feito com esse dinheiro?”

Além disso, o Vereador que também é o atual Presidente da CMP denunciou uma irregularidade sobre a movimentação financeira da gestão Alexandre Toledo/Israel Saldanha em seu último ano. Oficialmente, a contabilidade de 2012 foi encerrada em 28 de dezembro, mas há registro de movimentação nas contas da Prefeitura nos dias 29 e 30 de dezembro. “E o que foi feito com esse dinheiro?”, questionou Cidoca, acrescentando que o escritório Tavares de Souza e o contador Joaquim Reis foram notificados para prestar esclarecimentos.

Em relação ao corte na gratificação das enfermeiras que atuam no postos de saúde da rede municipal, Cidoca determinou a criação de uma comissão parlamentar para tratar do assunto com o Prefeito Március Beltrão e a categoria. Definida ainda na sessão de 15 de agosto, a comissão é presidida por Dr. Raimundo Souza e composta por Valdinho Monteiro e Antônio de Figueiredo Barbosa Júnior, o Júnior do Tó.

Por fim, o Presidente da CMP enalteceu o reajuste salarial para os servidores da Educação, comparando o percentual de 35% alcançados durante a negociação recentemente concluída contra os 8% repassados para os mesmos servidores no ano anterior, o último da gestão Alexandre Toledo/Israel Saldanha.