O vereador Messias da Filó (Manoel Messias Lima) não tem dúvidas: a razão dos problemas enfrentados em Penedo é a falta de planejamento, “doença crônica” alimentada por sucessivos governos com reflexo nos dias de hoje da ‘Penedo City’, como refere-se à cidade em trechos de seus pronunciamentos na tribuna da Câmara.

Nesta quinta-feira, 09, Messias da Filó comentou os recorrentes vazamentos de água na Rodovia Engenheiro Joaquim Gonçalves. A tubulação antiga, ainda de amianto, não suporta a pressão do líquido distribuído pelo SAAE (Serviço Autônomo de Águe e Esgoto), causando o problema que gera a suspensão do serviço.

O uso de recursos do SAAE Penedo para pagamento da folha de pessoal da Prefeitura de Penedo reduziu o caixa da autarquia que poderia ter direcionado os recursos para solucionar o problema citado em definitivo. “Por se permitir fazer o que não era permitido, bairros da parte alta da cidade estão ficando sem água”, disse Messias, eximindo o atual diretor presidente do SAAE Penedo, Jorge Alves, de culpa pelos transtornos causados.

Outro ponto abordado pelo parlamentar diz respeito à falta de assistência aos moradores do bairro Raimundo Marinho e adjacências, onde existe a maior concentração de investimentos em moradia popular de Penedo. A entrega das casas não foi acompanhada do necessário planejamento, através de políticas públicas nas áreas de saúde, transporte coletivo e. novamente, abastecimento de água.

Messias da Filó também enalteceu a importância do trabalhador, “peça mais importante para execução de todas as tarefas”, tanto para a iniciativa privada quanto no serviço público, conforme destacou.