Primeiro orador a usar a tribuna da Câmara Municipal de Penedo durante a sessão desta quinta-feira, 28, Ronaldo Vicente criticou a derrubada do veto do governo estadual ao Projeto Escola Livre. Professor por formação, o parlamentar avalia que não houve discussão prévia com o magistério, relacionando ainda os problemas enfrentados na rede estadual de ensino.

“Sou contra e repudio a forma como o projeto foi aprovado na Assembleia Legislativa, inclusive citado como piada em nível nacional”, disse Vicente que também lamentou a desestruturação das famílias, razão de muitos problemas vistos nas salas de aula. “Jogam os filhos nas escolas e esperam que os professores assumam uma responsabilidade que não é deles”.

O quadro geral é agravado por falta de docentes concursados, turmas prejudicadas por ausência de professor de Português ou de Matemática, apesar de pessoal aprovado em concurso aguardar convocação. Ao invés de efetivar quem espera pelo direito, o Estado continua contratando, erro repetido por diferentes gestões em Alagoas, destacou o Vereador.

Ronaldo Vicente lamentou ainda a insegurança que faz vítimas em Penedo, citando o caso da filha de um servidor da Câmara, assaltada em casa. O Vereador solicitou ainda envio de telegrama de pesar à família do servidor público Valdomiro Santos e a inclusão na pauta da próxima sessão ordinária da CMP do Projeto de Lei relativo à Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT).