depois de fazer algumas considerações sobre sua função na Mesa Diretora da Câmara Municipal de Penedo, com base no regimento interno, o vereador falou sobre as reivindicações que tem feito em benefício dos servidores da prefeitura, mas ainda não atendidas pela gestão atual.

Membro da bancada governista, ele lamentou a falta da atenção necessária aos encaminhamentos dos Agentes Comunitários de Saúde, dos Agentes de Endemias e dos vigilantes efetivos que poderiam ser incorporados à Guarda Municipal, se o projeto que efetiva esse reforço na segurança patrimonial e pública do município já tivesse sido sancionado pelo prefeito.

Derivan Thomaz acrescentou ainda que há distorção entre salários de professores com a mesma carga horária de trabalho, docentes que lecionam em comunidades rurais próximas – mas apenas alguns recebem o adicional chamado de ‘difícil acesso’ –, e o não pagamento de horas extras para as jornadas cumpridas aos sábados nas escolas da rede municipal. Ao concluir a lista de reivindicações, o vereador disse que ‘cai por terra’ quem achou que ele não iria mais defender o servidor público municipal por conta de sua condição na bancada governista.

Representante da categoria da qual faz parte como trabalhador e também na executiva nacional da Força Sindical, Derivan Thomaz afirmou que continuará atuando em defesa dos funcionários públicos do município e que deixará a Câmara contente se a prefeitura implantar o Plano de Cargos, Carreiras e Salários para todas as categorias, direito que somente os servidores da educação dispõem atualmente em Penedo.

Por fim, Derivan Thomaz destacou a conclusão de mais um trabalho de relevante alcance social que articulou ainda na legislatura passada, quando recorreu ao então deputado federal Joaquim Beltrão. O pedido de equipamentos que já beneficiou diversas comunidades de Penedo chegou ao povoado Tabuleiro dos Negros, onde a entrega de máquinas de costura, trator e implementos agrícolas será feita no domingo, 30 de março.