Elogiando a presença de público na assistência da Câmara Municipal de Penedo, a vereadora Lúcia do Barbosa (PSC) usou a tribuna durante a sessão ordinária realizada em 21 de fevereiro para expor sua preocupação com a gestão da empresa Pró-Saúde na Santa Casa de Misericórdia de Penedo.

Servidora da área de saúde e conhecida em Penedo como Lúcia do Sesp, referência ao seu local de trabalho que atualmente é denominado 3º Centro de Saúde, a vereadora fez graves denúncias em seu discurso. “Na semana passada, nem leite tinha para as crianças do berçário e isso é muito triste porque sabemos que entra dinheiro ali”, declarou a parlamentar antes de comentar a reunião realizada na manhã daquela quinta-feira, 21, entre o Provedor da Santa de Casa de Penedo (o bispo diocesano Dom Valério Breda), o novo administrador da Pró-Saúde (Geraldo Fonseca) e o Conselho Municipal de Saúde.

Além de recordar a informação passada pelo colega parlamentar Dr. Raimundo na sessão anterior a respeito da perda da condição de beneficente pela Pró-Saúde, conforme decisão da justiça federal, a vereadora disse que a empresa não deveria administrar a Santa de Casa de Penedo. Para Lúcia Barbosa, a gestão deveria estar a cargo de um penedense, citando a administração do Dr. Sílvio Menezes na instituição, período de recuperação financeira da Santa Casa de Misericórdia de Penedo.

Lúcia Barbosa acredita que há extravio de verbas na Santa Casa de Penedo e pediu a interferência do prefeito Március Beltrão no assunto que abordou na tribuna.