A arrecadação do ISS (Imposto Sobre Serviços) devido por empresas em Penedo injetou R$ 225 mil nos cofres da prefeitura no final do mês passado, segundo dados divulgados pelo setor de tributos. Em contraste com o montante arrecadado, o município está perdendo receita devido a impossibilidade de uso do sistema de emissão eletrônica de notas fiscais, alerta feito pelo vereador Messias da Filó (Manoel Messias Lima/PDT) durante a sessão desta quinta-feira, 11.

Para que não restem dúvidas sobre os motivos do problema que prejudica principalmente comerciantes e prestadores de serviço, o parlamentar convidou – em nome da Câmara Municipal de Penedo – o Secretário Municipal de Gestão Pública e Finanças, Luciano Barros Lucena, o Luciano da TC, para prestar esclarecimentos no plenário da Casa de Leis.

Messias da Filó também solicitou a reposição de lâmpadas no povoado Tabuleiro dos Negros, comunidade remanescente quilombola sem iluminação pública em mais da metade de seu território, conforme constatou durante visita que fez no período da noite na localidade.

Ainda na sessão realizada na véspera de Penedo completar 377 anos de sua passagem da condição de povoado para vila, Messias da Filó lamentou os problemas que se acumularam ao longo dos anos por incompetência das administrações municipais. “Deixaram uma dívida histórica para com a população”, citando as carências que atingem principalmente as pessoas comuns que residem na cidade considerada um dos berços da cultura alagoana.