Pessoas portadoras de deficiência tiveram seu direito ao uso do transporte coletivo gratuito limitado em Penedo. Por meio de comunicado afixado nos ônibus e anúncio feito por fiscal da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) dentro dos veículos, o acesso aos deficientes foi restrito aos dias úteis.

A irregularidade chegou ao conhecimento dos vereadores penedenses que cobraram o fim da restrição e a retirada do comunicado dos ônibus. A ação dos representantes do povo de Penedo no Poder Legislativo foi comunicada à SMMT e a Cooperativa de Transporte de Penedo (Cootranspe) em ofício de autoria do vereador Nelsinho (Antônio Nélson Oliveira de Azevedo Filho) que foi assinado por todos os parlamentares na sessão realizada em 04 de julho.

Em resposta ao documento da Câmara Municipal de Penedo (CMP), a SMTT informa que determinou a retirada do comunicado, o que implica no fim da restrição, e que atua em parceria com o Nudepe (Núcleo de Atenção aos Deficientes de Penedo) no sentido de encontrar solução sobre a questão.

O posicionamento da SMTT consta em ofício lido no expediente da sessão ordinária da CMP realizada em 11 de julho. Sobre o tema, o vereador Fagner Matias informou que esteve com o superintendente da SMTT, Ricardo Góes Martins Araújo, e o responsável pelo setor que fiscaliza o trânsito em Penedo argumentou que há uso abusivo de vale transporte e passe estudantil no transporte coletivo municipal, corrigindo o equívoco em relação ao acesso para pessoas portadoras de deficiência.

Artigo anteriorMarcelo Pereira reforça pedido de convênio para penedenses que estudam na FRM
Próximo artigoCâmara Municipal de Penedo aprova LDO com emendas aditivas