A Câmara Municipal de Penedo (CMP) abriu espaço em sua pauta para o debate de políticas públicas para a pessoa idosa. Com a presença do coordenador estadual da Pastoral da Pessoa Idosa, Crismédio Neto, e do professor da Unesp, Dr. José Luiz Riani Costa, o tema foi debatido nesta quinta-feira, 16, com os trabalhos presididos pelo vereador Ronaldo Vicente.

Responsável pela palestra que abordou diversos aspectos do assunto no qual é especialista, o Dr. Riani Costa esclareceu as razões para a efetivação de políticas públicas para idosos. “É necessário porque eles dependem de demandas específicas e a pessoa idosa tem crescimento acima das demais faixas etárias”, esclareceu logo no início de sua palestra.

A expectativa de vida do brasileiro já alcança média de 75 anos. Em 1950, era de apenas 43 anos, dez a mais do que em 1900, conforme dados apresentados por Dr. Riani. “Mulheres vivem mais do que os homens, de seis a oito anos, porque os homens se cuidam mesmo”.

Ele falou ainda sobre a legislação pertinente, possibilidades de controle social, incentivo ao protagonismo da pessoa idosa, tipos de violência contra o idoso e a sugestão de ações, como um programa de preparação para a vivência da aposentadoria por servidores públicos.

O palestrante destacou também a boa receptividade que percebeu nos vereadores, comprometimento também enaltecido pelo coordenador da Pastoral da Pessoa Idosa em Alagoas. “A Câmara de Vereadores de Penedo está de pronta para dar vez e voz à pessoa idosa”, afirmou Crismédio Neto.

“Envelhecimento é um assunto da conta de todos, ninguém pode fugir desse debate porque precisamos envelhecer com dignidade e para isso é preciso preparar espaços, trabalho que começa em casa, com as pessoas mais próximas, estimulando nas crianças a cultura do respeito e da valorização da pessoa idosa”, destacou Neto em seu pronunciamento.

O debate sobre políticas públicas para a pessoa idosa gerou a participação de praticamente todos os parlamentares. “Abracem esta causa, abracem esta luta em favor da pessoa idosa até porque todos nós queremos chegar lá e precisamos muito do apoio das instituições”, resumiu o vereador Ronaldo Vicente, autor de projeto que visam assegurar direitos dos mais velhos, como o que obriga a notificação dos casos de violência praticados contra a pessoa idosa quando a vítima é encaminhada para atendimento em posto de saúde ou na UPA de Penedo.

Texto e foto Fernando Vinícius – jornalista MTB 837/AL