Arrastões, assaltos, tentativas de estupro, violência. A falta de segurança pública em Penedo motivou o Vereador Messias da Filó (Manoel Messias Lima) a propor uma audiência com a cúpula da Segurança Pública alagoana. A proposta lançada nesta quinta-feira, 28, prevê ainda uma visita ao comando do 11º Batalhão de Polícia Militar (BPM) antes da realização da reunião em Maceió.

Segundo o experiente parlamentar, um dos motivos para a retomada dos casos de violência em Penedo é a mudança de local da sede do 11º BPM. Do casarão situado na Avenida Getúlio Vargas, localização que rápido e fácil acesso para diversos bairros da cidade, o quartel foi transferido para as imediações do Ginásio do Sesi, na rodovia AL 110.
Além do distanciamento do Centro e da maioria dos bairros da cidade, a presença do efetivo policial nas ruas de Penedo deixa a desejar, assim como as rondas com viaturas, carros ou motos.

“Nós vivíamos até dois, três meses atrás uma situação até razoável, mas após a mudança da sede do batalhão para uma das saídas da cidade, nós perdemos a presença ostensiva da Polícia Militar, o serviço que nós vemos hoje em Penedo é de apreensão de veículos”, argumentou Messias da Filó, reclamando ainda a ausência de uma Guarda Civil Municipal em Penedo.

Residente à Travessa da Rodovia Engenheiro Gonçalves, o parlamentar e comerciante citou o caso de uma pessoa que, ao ter o celular roubado na referida via pública, sofreu violência maior do assaltante porque o aparelho era do tipo ‘lanterninha’. “Vejam a que nível nós chegamos!”, disse o Vereador, mencionando também os recentes ‘arrastões’ praticados em praça pública e nos povoados de Penedo.

Em nome da população penedense, Messias da Filó solicitou encaminhamento do encontro com o comando da Secretaria Estadual de Defesa Social, sugestão apoiada pelos demais colegas parlamentares.