O vereador e presidente da Câmara Municipal de Penedo, Alcides de Andrade Neto (Cidoca), conseguiu viabilizar recursos para a Santa Casa de Penedo e pavimentação de ruas da cidade, investimentos que totalizam um milhão e oitocentos e quarenta e três mil reais anunciados durante a sessão realizada em 13 de fevereiro.

O valor foi conseguido com o deputado federal João Lyra, presidente estadual do PSD, partido do vereador Cidoca, dividido em duas emendas do parlamentar para 2014. Serão quinhentos mil aplicados na compra de equipamentos para a Santa Casa de Penedo e um milhão e trezentos e quarenta e três mil na pavimentação de ruas. Cidoca explicou que João Lyra já havia programado a destinação de verba para Penedo este ano e em 2015.

Outro assunto abordado por Cidoca na tribuna da Câmara foi a violência em Penedo, citando a tentativa de homicídio praticada na noite de quinta-feira, 06 de fevereiro, quando um adolescente efetuou disparos na ladeira da Corrente (Rua Dâmaso do Monte), contra um rapaz que fugiu correndo, apesar de alvejado. O vereador avalia que se a Guarda Municipal já estivesse efetivada, conforme projeto de lei de sua autoria promulgado há quase 20 anos, Penedo não estaria tão insegura.

Cidoca explicou que um dos artigos do projeto da Guarda Municipal autoriza o remanejamento de servidores efetivos para a equipe de segurança, especialmente vigilantes. Sendo assim, o impacto na folha salarial seria minimizado, mas a questão é buscar formas de combate à criminalidade, conforme propõe em três projetos apresentados na reunião de quinta-feira passada.

Um deles obriga o município a instalar câmeras de vídeo em locais de alta incidência de ocorrências policiais em Penedo, equipamentos que enviarão imagens para uma central de monitoramento. O segundo projeto prevê uma parceria entre a prefeitura e associações de bairro com o mesmo objetivo: colocar um “Big Brother” espiando os passos da bandidagem, ficando o município responsável pela doação dos equipamentos e a associação pelos recursos humanos para operar o sistema. O terceiro projeto resgata uma instituição importante na luta contra a violência: o Conselho Municipal de Segurança.

 

Redação