João Lucas questiona aumento de passagem do transporte coletivo

A passagem nos ônibus que fazem o transporte coletivo dentro da área urbana de Penedo aumentou 25%. O alto índice do reajuste que entra em vigor a partir do próximo mês de abril foi questionado pelo Vereador João Lucas na sessão de quinta-feira, 22 de março.

Em seu discurso, João Lucas disse que o valor da passagem vai passar de R$ 2,00 para R$ 2,50. Dessa forma, um trabalhador que ganha salário mínimo e usa o transporte coletivo quatro vezes por dia vai destinar praticamente 25% do que recebe para ir e voltar do serviço, situação que atinge principalmente funcionários do comércio local.

“Eu não sou contra o aumento, mas sim o aumento de 25% porque o valor é muito grande, não corresponde à realidade penedense”, explicou João Lucas, frisando que o salário mínimo aumentou apenas R$ 17,00 em 2018, o menor reajuste em 24 anos.

O vereador criticou ainda a ausência de discussão na Câmara de Vereadores, antes do anúncio do reajuste da passagem, destacando a importância do setor que atende cerca de 20 mil pessoas, média de usuários do transporte coletivo de Penedo.

Definido por meio de concessão de linhas por parte do governo municipal, o transporte coletivo em Penedo está comprometido por ingerência política. “O prefeito Március, de forma irresponsável e eleitoreira, distribuiu concessões”, disse o parlamentar na tribuna, acrescentando que outros gestores também adotaram a mesma prática.

Segundo João Lucas, atualmente existem 68 ‘linhas de ônibus” em Penedo, número que inviabiliza o sistema.

“Os transportadores alegam que os custos tornam o preço atual da passagem inviável para manter o serviço, mas seria o aumento a única solução? Eu não sou contra o transportador, mas não posso aceitar o aumento de 25%”, destacou o durante o discurso que resultou na convocação de representantes da SMTT e dos transportadores para debater o assunto na Câmara.

João Lucas falou ainda sobre veículos locados pela prefeitura de Penedo, citando o pedido da lista de carros e respectivos proprietários que fez em 2017 e nunca recebeu. “Agora não precisa mais vir relação, é só observar os que estão com adesivo ‘tamojunto’. Os carros que estão locados pela prefeitura de Penedo servem de outdoor para pré-candidato a deputado estadual”, denunciou o vereador.

Na forma de requerimento, o parlamentar cobrou explicações da gerência do Banco do Brasil em Penedo sobre o desligamento de luzes no setor de autoatendimento a partir das 20 horas. Por se tratar de questão de segurança para os clientes, ele cobra a normalização da iluminação e a justificativa para o desligamento das luzes. João Lucas também cobrou informações da Eletrobras Alagoas sobre o alto valor de contas de energia para mutuários do residencial Velho Chico 2.