A proposta do Prefeito Március Beltrão de um por cento de aumento salarial, parcelado em três vezes, mostra que o gestor não se importa com o servidor municipal. “Não dá nem pra comprar um quilo de feijão”, comparou o vereador Marcelo Pereira com os oito reais e oitenta centavos ofertados pelo gestor que ajudou a eleger.

Reconhecendo publicamente o erro que cometeu em 2012, quando saiu de porta em porta pedindo voto para Március Beltrão, Marcelo Pereira pediu desculpas aos servidores municipais que lotaram a assistência da Câmara na sessão de quinta-feira, 07, quando a Mesa Diretora da Casa Legislativa abriu, novamente, espaço para as reivindicações do funcionalismo municipal.

“Não era isso que a gente queria para Penedo, nós fomos enganados e este erro eu não cometerei mais, por isso é que passei a fazer parte da oposição”, afirmou Marcelo Pereira. Ele parabenizou o levantamento apresentado por Nelsinho sobre o aumento do custo com encargos sociais do INSS, forte indício da contratação de pessoal pelo prefeito de Penedo.

Marcelo Pereira disse ainda que Március Beltrão não pagou os salários atrasados de 2012 porque “não honra com a palavra e não está nem aí pra vocês, servidores”. O vereador também disse que, não fosse o trio elétrico do deputado Francisco Tenório, o casamento matuto realizado na Ponta Mofina não teria qualquer show porque o prefeito não ajudou a festa tradicional da comunidade.