O Vereador Derivan Thomaz cobrou ações dos órgãos competentes da Prefeitura de Penedo a respeito de investimentos no mercado imobiliário da cidade, citando o Residencial Jardim América e o Loteamento Monte Rey em seu discurso durante a primeira sessão da Câmara neste mês novembro.

Procurado por mutuários dos referidos habitacionais, Derivan Thomaz necessita de informações acerca do Plano Diretor de Penedo (documento promulgado em 2007) e do Código Municipal de Postura para certifica-se e repassar informações sobre quais são as responsabilidades de cada parte: prefeitura, imobiliária e comprador.

Além disso, o Vereador ressaltou o descumprimento de investimentos prometidos para os residenciais, especialmente a pavimentação de todas as ruas, obra parcialmente executada. “Que os órgãos competentes atuem ou autuem. Pode ser a Secretaria de Planejamento, afinal de contas está aí para isso”, argumentou, frisando que teme o risco de ‘favelização’ dos projetos habitacionais por omissão do poder público municipal.

Derivan Thomaz falou ainda sobre o protesto realizado por estudantes penedenses contra o aumento do valor da passagem dos ônibus coletivos. A elevação de R$ 1,50 para R$ 1,80 não previamente discutida com os vereadores por ausência do envio do projeto que apresente a justificativa para o percentual aplicado na passagem.

Informado por proprietários de veículos que fazem o transporte coletivo sobre o percentual de passageiros que recorrem à meia-passagem, o que tem implicação na manutenção da frota e do pessoal, Derivan Thomaz sugeriu que o município subsidie parte do valor da meia-passagem para reduzir o índice do reajuste a ser aplicado.

O Vereador falou ainda sobre sucessão eleitoral, afirmando que a Câmara de Vereadores de Penedo tem que participar ativamente do processo, inclusive liderando um movimento de mudança amparado na importância do Poder Legislativo. Derivan Thomaz lamentou apenas o empenho de alguns penendenses para atrapalhar a caminhada de outro penedense para administrar o município.