A audiência pública organizada por comissão especial da CMP presidida pelo Vereador Nelsinho (Antônio Nélson Oliveira de Azevedo Filho) deveria ter resultado em uma solução para a greve na rede municipal de Educação. O acordo que parecia alcançado ao final dos exaustivos debates terminou frustrado porque o Prefeito Március Beltrão engana o povo de Penedo, segundo o parlamentar.

A avaliação foi exposta em seu pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal de Penedo nesta quinta-feira, 15. “A audiência pública mostrou, mais uma vez, a capacidade que o prefeito tem de enganar a todos”, afirmou Nelsinho antes de comentar o comportamento do gestor.

Após declarar que precisaria corrigir um erro no projeto que teria levado para a audiência, o Chefe do Poder Executivo protocolou a proposta de reajuste salarial na Câmara no período da tarde, omitindo o pagamento retroativo à data-base. “Ele já tinha desfeito o compromisso, mas jogou para a plateia, saiu como coitadinho e não cumpriu o acordo, não enviou nem o projeto certo e nem o errado, então não temos nada para ser votado”, disse Nelsinho.

“Eu acho que o Dia dos Professores em Penedo nunca foi tão triste”, declarou o parlamentar, parabenizando o equilíbrio da presidência do SINDSPEM e antecipando seu voto favorável à criação da SMTT e municipalização do trânsito de Penedo. Ele também cobrou mais zelo do governo municipal em relação à iluminação pública nos bairros e povoados de Penedo.

Por fim, Nelsinho enalteceu o retorno do Penedense à Primeira Divisão do futebol alagoano, solicitando envio de moção de congratulação para diretoria, elenco e funcionários do clube, convidando a todos para o jogo que acontece no Estádio Alfredo Leahy no próximo domingo, 18, quando o representante de Penedo pode conquistar do título da Segunda Divisão.