Empresário com mais de 30 anos de atuação no comércio de Penedo, Messias da Filó (Manoel Messias Lima) articulou reunião entre comerciantes e representantes da empresa responsável pelos serviços de requalificação do Centro Histórico de Penedo.

Realizado com a presença de integrantes do primeiro escalão do governo municipal e da unidade local do PAC Cidades Históricas, o encontro serviu para cobrar responsabilidade na execução da obra que não tem sido realizada conforme divulgado antes do início dos trabalhos.

Indignado com a penalização imposta para consumidores e lojistas, especialmente os instalados na Travessa Batista Aciolly, Messias da Filó desculpou-se na tribuna da Câmara Municipal de Penedo por ter dito que a empresa realizadora dos serviços era “sebosa”, expressão que usou no mencionado encontro com empresários, empresa e governo.

A má qualidade dos trabalhos é resultado do sistema de licitações, escolha que sempre recai na empresa que oferta o menor preço. Definida por este critério, a vencedora do processo deixa a desejar, conforme explicou Messias da Filó.

Outro assunto abordado por Messias da Filó diz respeito aos animais soltos em vias públicas de Penedo, citando os cães que circulam no centro comercial e na maior feira livre da cidade, espaço comercial que precisa ser ordenado com urgência, conforme alertou.

Também há cavalos, burros e jegues pastando nas imediações na Rodovia Mário Freire Leahy, principalmente nas proximidades do acesso à comunidade conhecida como Areal.

A proliferação de doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti também causa preocupação no Vereador que pediu campanha regular e eficiente de conscientização da comunidade, trabalho a cargo da administração municipal, para tenta conter o avanço do mosquito causador da dengue, da febre zyka e da chikungunya.

O último ponto comentado por Messias da Filó na reunião parlamentar de 27 de agosto foi a greve na rede municipal de Educação, frisando o empenho dele e do Presidente Júnior do Tó para reestabelecer o diálogo entre o Sindspem e a Prefeitura de Penedo. As tentativas de intermediação foram novamente realizadas pelos parlamentares, atendendo pedidos dos servidores municipais, mas a administração informa que aguarda decisões judiciais para posicionar-se novamente.