O Vereador Dr. Raimundo (Raimundo Jorge Rosário Souza) sugeriu a adoção de medida ecologicamente correta pela Câmara Municipal de Penedo (CMP). Atento às questões relacionadas ao nosso presente e futuro das próximas gerações, o parlamentar propôs a separação dos copos plásticos com água mineral distribuídos durante as reuniões da CMP.

O material descartável é reaproveitado e pode ser doado ao Bom Samaritano, instituição penedense acolhedora de dependentes químicos que usa material reciclável nas terapias, gerando ainda receita para sua manutenção.

Outra questão relacionada à saúde pública também foi comentada por Dr. Raimundo na reunião de 27 de agosto. Ele criticou a omissão da Vigilância Sanitária em relação ao abate de animais para comércio da carne, trabalho que era realizado no matadouro público, setor mantido pela Prefeitura de Penedo que foi interditado em maio de 2014.

Apesar do fechamento do abatedouro público municipal, a venda de carne fresca nos mercados públicos e açougues de Penedo ocorre normalmente. “Onde está acontecendo o abate?”, questionou Dr. Raimundo. “No Frimato”, respondeu em tom de brincadeira o Vereador Cidoca (Alcides Andrade Neto) sobre a suposta ocorrência do abate de bovinos, suínos e caprinos em locais clandestinos.

“O governo lavou as mãos, é obrigação do município sim garantir a venda de carne com procedência, com origem identificada”, afirmou Dr. Raimundo sobre a omissão da Prefeitura de Penedo. O Vereador sugeriu formalização de parceria entre governo e marchantes para solucionar a questão, frisando que é mais barato investir em prevenção de doenças do que tratar enfermidades.

Sobre o esforço parlamentar realizado em Brasília por vereadores penedenses, Dr. Raimundo parabenizou o trabalho dos colegas e o apoio do Presidente Júnior do Tó. “Isso é que é fazer política, independentemente de cor partidária, não tenho dúvidas que as indicações feitas serão aceitas”, concluiu Dr. Raimundo em seu comentário sobre as articulações feitas no Planalto Central.