As declarações do Prefeito Március Beltrão sobre os motivos de sua baixa popularidade, causada por não atender cabos eleitores e vereadores com ‘mensalinhos ou mensalões’ –conforme consta no Jornal Tribuna Independente e no site Tribuna Hoje – motivou o Vereador Dr. Raimundo (Raimundo Jorge Rosário Souza) a acionar o Ministério Público Estadual.

O ofício do Vereador Dr. Raimundo foi protocolado na Promotoria de Justiça em 17 de setembro, um dia antes de o Promotor Adriano Jorge Correia de Barros Lima ajuizar ação civil pública para obter mais informações do prefeito Marcius Beltrão. “Já temos notícia, via imprensa, que o Ministério Público já tomou as devidas providências”, comentou o parlamentar ao criticar a generalização, por parte do Prefeito de Penedo, da prática criminosa.

“Ele vai ter que dizer quem foi que recebeu ou quem era que recebia! Vai ter que nominar!”, afirmou Dr. Raimundo, frisando que não admite ter seu nome relacionado com atos de corrupção. Em razão do constrangimento causado, o Vereador disse que a Câmara Municipal de Penedo deveria tomar “atitude mais enérgica”.

A declaração foi seguida da sugestão do Vereador Cidoca (Alcides Andrade Neto) de encaminhamento de ofício, em nome do Poder Legislativo, ao MPE, proposta também feita pelo Vereador Nelsinho (Antônio Nélson Oliveira de Azevedo Filho) formalizada na sessão.

Dr. Raimundo reafirmou que, ao contrário das mentiras propagadas, continua firme em seu propósito em ser o próximo Prefeito de Penedo. “Eu sinto que a minha pré-candidatura está incomodando muito, jogaram um monte de boatos aí na semana passada só por causa de uma consulta da minha esposa em Maceió. Eu não vou desistir e só tem uma opção para isso vir a acontecer: só se eu morrer!”, afirmou Dr. Raimundo.

Ele destacou ainda a reforma da Capela de Santa Cruz, trabalho realizado pela comunidade do bairro com a coordenação do ex-Vereador Joaquim Reis, serviços orçados em cerca de R$ 36 mil que não tiveram apoio financeiro da Prefeitura de Penedo.