A Prefeitura de Penedo deve setenta e um mil reais ao proprietário do Hotel e Restaurante O Laçador somente com hospedagem. A dívida iniciada em 2013 é resultado de mais de 650 diárias autorizadas pelo governo, conforme denunciou o Vereador Derivan Thomaz na Câmara Municipal de Penedo nesta quinta-feira, 16.

A falta de pagamento por parte da Prefeitura de Penedo com a “Farra das Diárias”, denominação dada ao caso pelo parlamentar, foi reclamada pelo dono do Laçador a Derivan Thomaz. Cliente da empresa penedense, o Vereador foi procurado pelo empresário Dorgival Vasconcelos que lhe pediu auxílio.

Com cópias das notas que atestam a veracidade da denúncia, Derivan Thomaz destacou que somente entre os dias 07 e 23 de julho, a Prefeitura de Penedo teve 417 diárias no Hotel O Laçador.

Apesar das tentativas de receber pelo serviço prestado, o dono do meio de hospedagem cuja folha de pessoal alcança cerca de R$ 40 mil/mês amarga o prejuízo. “É essa a contribuição que o Prefeito Március Beltrão tem para Penedo? Para onde foram esses recursos?”, questionou Derivan Thomaz em seu comentário sobre o momento de crise na economia local.

A denúncia desencadeou uma série de apartes, com sugestão de abertura de CPI pelo Vereador Nelsinho. Ronaldo Vicente disse que esse capital não deveria estar nos cofres da Prefeitura, enquanto Dr. Raimundo mostrou que um gabinete odontológico “da melhor marca e top de linha” custa R$ 28 mil, comparando com o valor da dívida da “Farra das Diárias”.

“Estou cumprindo com meu papel de Vereador, fiscalizando e cobrando do Poder Executivo em nome de um cidadão pagador dos seus impostos”, afirmou Derivan Thomaz sobre o problema que tornou de conhecimento público.