A Vereadora Lúcia Barbosa entende que pessoas de bem estão sendo prejudicadas com as apreensões de motos 50 cilindradas em Penedo e, em nome desses penedenses, fez um apelo ao gestor do município. “Prefeito, pelo amor de Deus, olhe para esses pais de família!”, disse a parlamentar ao pedir uma ação política junto ao governo estadual para resolver a situação até que se municipalize o trânsito no município.

O apelo feito na sessão de 09 de julho veio junto com críticas às apreensões das ‘cinquentinhas’. “Querem prender pais de família que andam em Shineray”, declarou ao comentar sobre a ação que impede a manutenção da renda e tira o meio de transporte de centenas de pessoas. Por outro lado, ladrões de colarinho branco são presos por corrupção e outros crimes, mas são liberados para responder em liberdade, conforme comparou.

Sobre o mal estar que sofreu no plenário da Câmara Municipal de Penedo na sessão passada, Lúcia Barbosa agradeceu o apoio recebido, especialmente do vereador e médico Dr. Raimundo. Ela revelou que sofreu um princípio de infarto, agradecendo ainda a assistência que recebeu na UPA de Penedo, principalmente da Secretária de Saúde Vera Costa, sua amiga de infância.

Lúcia Barbosa só lamentou a falta de um tensiômetro (aparelho para verificar pressão arterial) entre os equipamentos disponíveis para a equipe do SAMU que lhe socorreu na tarde de 02 de julho. A ausência de instrumento básico para a realização de primeiros socorros é algo que não pode ocorrer, ainda mais no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.