Os ônibus da Prefeitura de Penedo destinados ao transporte escolar, os populares ‘amarelinhos’, circulam sem amparo de seguro. A denúncia apresentada pelo vereador Alcides de Andrade Neto (Cidoca) durante a sessão parlamentar desta quinta-feira, 12, retoma o assunto que ele incluiu na audiência pública sobre a municipalização do ensino, debate promovido pela CMP na semana passada.

No encontro realizado no dia 05 de março, Cidoca perguntou ao Secretário Municipal de Educação, Luciano Lucena, se os ‘amarelinhos’ estavam com seguro em dia. O gestor da pasta explicou que houve um problema com a empresa vencedora no processo de licitação, mas um novo procedimento está sendo realizado para resolver a pendência.

“Sem previsão de conserto”

Na sessão parlamentar, o vereador afirmou que apenas 13 dos 18 ‘amarelinhos’ estão circulando porque cinco estão parados e “sem previsão de conserto” por conta do alto custo de manutenção dos veículos. Para Cidoca, a situação mostra a incapacidade da Prefeitura de Penedo atender o aumento da demanda com os estudantes da rede estadual, mais de dois mil alunos e alunas que a administração municipal terá a obrigação de levar e trazer das escolas.

O vereador disse ainda que Penedo precisa voltar a ser referência em Educação e fez um esclarecimento sobre o que disse na sessão passada, a respeito dos serviços na orla da cidade. Cidoca foi informado que a rede que está sendo instalada é para drenagem das águas das chuvas e atender ainda casas do Centro Histórico.

Além disso, uma nova etapa deverá ampliar o sistema a ser interligado com a rede de tratamento de esgoto, processo que será concluído nas lagoas de decantação abertas no povoado Ponta Mofina. Na sessão passada, Cidoca avaliou que os dejetos seriam lançados diretamente no rio São Francisco, por meio da rede de drenagem das águas pluviais.