O desgaste gerado pela forma como o governo estadual conduz a municipalização do Ensino Fundamental fez a vereadora Lúcia Barbosa lançar um alerta na tribuna da Câmara Municipal de Penedo (CMP). “Governador, pense no que o senhor está fazendo, a reeleição vem aí”, declarou Lúcia Barbosa durante a sessão realizada em 12 de fevereiro.

Para a única parlamentar eleita entre os 13 representantes do povo penedense no Parlamento, a condução do processo ocorre de forma precipitada, com funcionários sendo tratados com desprezo. “Os governantes querem tirar a responsabilidade das costas, estão tratando os funcionários como coisa sem valor”, disse ao comparar a atual situação do 3º Centro de Saúde, o antigo Sesp, ao período anterior à municipalização da saúde pública.

Além da estrutura precária, com goteiras e paredes rachadas, há situações de conflito entre ocupantes de cargos comissionados e pessoal efetivo, citando casos de perseguição e falta de amor à profissão pela facilidade de estar no serviço público. Ao relacionar o quadro atual do antigo Sesp com a municipalização da Educação, Lúcia Barbosa acredita que os professores estão doentes e incentivou a categoria a lutar por seus direitos.