Vereador Denys Reis pede cumprimento da Lei do Médico Plantonista em Penedo

Ascom CMP

Toda unidade pública de saúde situada em Alagoas tem obrigação de informar a lista de médicos plantonistas, relação que precisa ser afixada em local de fácil visibilidade para o público, conforme determina a Lei do Médico Plantonista, de autoria do então deputado estadual Rodrigo Cunha.

Em vigor desde 2017, a legislação precisa ser aplicada em Penedo, conforme análise do Vereador Denys Reis sobre a ausência de pediatra na maternidade da Santa Casa de Penedo, apresentada durante a sessão realizada na quinta-feira, 23,

Na forma de aditivo ao requerimento apresentado pelo edil Sargento Marival sobre a necessidade de melhora da iluminação pública nos povoados, Denys Reis acrescentou a inclusão dos bairros da periferia da cidade e também da parte alta de Penedo.

Sobre os problemas ocorridos no transporte coletivo de Penedo, pede mais rigor na fiscalização dos ônibus por conta de acidentes com usuários, especialmente pessoas idosas, dentro dos veículos das linhas urbanas.

Ainda na sessão de quinta-feira, 23, o plenário da Câmara Municipal de Penedo aprovou o Projeto de Lei que institui Políticas Públicas de Prevenção e Combate ao Suicídio e de Valorização da Vida, matéria de autoria do vereador Denys Reis.

Para o parlamentar, a aprovação vem em boa hora, não somente pela necessidade do trabalho contínuo no âmbito do serviço público em relação à depressão, mas também pela relação com a pandemia de Covid-19 e as sequelas da doença.

“É uma doença séria que precisa ser tratada com toda firmeza e dedicação no sistema público de nosso município”, afirmou Denys Reis, destacando ainda o trabalho de instituições parceiras, que atendem pelo SUS, assim como a importância da assistência pelo setor privado, forças de segurança e rede de ensino.

Artigo anteriorVereador Bili Marques informa ida do prefeito Ronaldo Lopes e de Secretário de Estado ao plenário da Câmara Municipal de Penedo
Próximo artigoVereadora Raquel Tavares alerta que pandemia ainda não acabou e pede mais rigor na fiscalização das academias de Penedo